Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

18/08/2014

Bons exemplos (87) – Recordando O’Neill ou os PIGS são todos iguais mas há uns mais iguais do que outros

«Dublin quer pagar antecipadamente 15 mil milhões de um total de 22,5 mil milhões que o FMI lhe emprestou no resgate externo.» (Económico)

Enquanto isso, neste Reino de Pacheco, um magote de luminárias que ajudaram ao calote alegra a plebe com ideias de o ferrar.

Neste Reino de Pacheco 
- do que era todo testa, 
do que já nada dizia, 
e só sorria, sorria, 
do que nunca disse nada a não ser prá galeria, 
que também não o ouvia, 
do que, por detrás da testa, 
tinha a testa luzidia, 
neste Reino de Pacheco, 
ó meus senhores que nos resta 
senão ir aos maus costumes, 
às redundâncias, bem-pensâncias, 
com alfinetes e lumes, 
fazer rebentar a besta, 
pô-la de pernas pró ar?

Sem comentários: