Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

07/08/2014

ACREDITE SE QUISER: Vamos ver como a KPMG descalça esta bota

«“Toda a lógica de regulação de um banco assenta na fiabilidade, na veracidade da informação”, começa por dizer Carlos Costa. “O problema é quando as duas partes [auditor e auditado] estão de acordo” em “mascarar as contas”. Carlos Costa não diz os nomes, mas parece indiciar que a KPMG estava de acordo com a falha de informação que foi dada ao Banco de Portugal.»

[Cerca das 19:40 na audição no parlamento, segundo relato da jornalista do Observador]

Sem comentários: