Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

24/02/2013

TRIVIALIDADES: Viver nas nuvens

Este Verão começará a construção de um novo arranha-céus em Jidá na Arábia Saudita com mil metros de altura. Sim, não é engano, são mesmo 1.000 metros, o que fará dele o mais alto edifício do mundo, batendo o Burj Khalifa no Dubai com 828 metros. Se colocarmos o Empire State Building (380 metros) em cima do One World Trade Center de NY (540 metros) ainda faltariam uns 80 metros para atingir a altura da nova Kingdom Tower.

Quase inevitavelmente, o novo arranha-céus vai ser construído por Bin Laden – não o esperma feliz abatido o ano passado no Paquistão, depois de uma vida a torrar dinheiro no terrorismo a expensas da família, mas o grupo empresarial fundado há um século pelo avô dele (e de mais uma centenas de netos).

Sem comentários: