Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

04/05/2017

TIROU-ME AS PALAVRAS DA BOCA: «Ovelhinhas cá dentro, lobos maus lá fora»


«O sucesso que o PS está a ter na gestão das suas relações com Bloco e PCP prova que é bem possível que seja a esquerda moderada que tem a intuição certa, e que os radicais, afinal, sejam apenas “radicais” quando chegam ao poder. Assim sendo, para quê ter de engolir o sapo Macron contra Le Pen, se eles já têm diariamente de engolir o sapo Costa? A França fica lá longe, e Bloco e PCP estão dispensados de pragmatismos. Mais vale vitaminar as bases que ainda acreditam na “esquerda revolucionária” e na “rede anticapitalista” (como o Bloco), e que acham que o bonito estilo de vida de Pyongyang está sob ameaça do imperialismo yankee (como o PCP).»

Ovelhinhas cá dentro, lobos maus lá fora, João Miguel Tavares no Público

Sem comentários: