Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

04/05/2017

Lost in translation (289) - «Porto seguro para poupanças dos portugueses»



O presidente executivo, Paulo Macedo, e o chairman Rui Vilar, uma média e uma grande figura do regime, assinam o relatório de 2016 congratulando-se com os 4.444 milhões de euros já injectados para recapitalização da Caixa e acentuando que é «a maior já levada a cabo em Portugal» e garantindo que a Caixa será um «porto seguro para poupanças dos portugueses». (fonte)

Armazéns do «porto seguro para poupanças dos portugueses»
Tradução em português corrente: o facto de no passado as poupanças dos contribuintes portugueses já terem sido aplicadas várias vezes na nossa querida Caixa, a última das quais é um recorde de que nos orgulhamos muito, não impede que no futuro continuem a sê-lo e um recorde é feito para ser batido com a ajuda do governo, do presidente da República, dos senhores deputados e de todas as forças vivas da Nação; é isso que que significa «porto seguro».

Sem comentários: