Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

29/11/2016

Exemplos do costume (48) - O branqueamento das responsabilidades

Imaginai por momentos a indignação en masse da esquerdalhada e dos mídia e da comentadoria (sim, eu sei, é quase a mesma coisa) se um governo não ungido acumulasse a soma de asneiras, incompetência e mentiras do governo socialista no processo da Caixa.

Imaginai de seguida a mesma indignação da mesma gente pela partilha e co-responsabilização por um presidente da República daquelas asneiras, incompetência e mentiras.

Imaginai por fim a reacção dessa gente perante a irresponsabilidade e cobardia de governo e a ligeireza do presidente, uns e outro fugindo com o rabo à seringa e inventando como bode expiatório a criatura que distraidamente se deixou nomear e cair dentro de tal saco de lacraus (gosto muito desta expressão usada por um esquerdalho da UDP numa intervenção no parlamento referindo-se a este).

Comparai o que imaginastes com o silêncio cúmplice, de uns, e a colecção de desculpas esfarrapadas, de outros. Estais agora preparados antecipar o que se passará em grande escala quando o quarto resgate chegar.

Sem comentários: