Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

13/11/2016

ARTIGO DEFUNTO: Fazendo o frete

Uma espécie de complemento deste outro ARTIGO DEFUNTO, que poderia ter sido treslido.

Se acreditarmos em Rui Rio na entrevista ao DN (por sinal um boa entrevista) a campanha, de que o Acção Socialista Expresso está a ser o expoente máximo, para levar a criatura num andor até à liderança do PSD tem como móbil entropiá-lo a ele, Rui Rio. A mim, parece-me mais provável que a campanha vise entropiar Passos Coelho.

(Eu sei que “entropiar” – de entropia, medida da desordem de um sistema - não existe como verbo. Ainda.)

1 comentário:

Anónimo disse...

Agora, basta alguém ter o dom para o som da palavra, e já está. Acho execelente a invenção. Para enriquecer o Português tão maltratado.