Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

02/10/2015

O ruído do silêncio da gente honrada no PS é ensurdecedor (117) - Será que os socialistas pensam que os portugueses são estúpidos?

«Mas se não levo a sério a hipótese de uma coligação governamental entre o PS e o BE, acho que vale a pena fazer algumas considerações sobre as teses e as contradições socialistas sobre coligações. Uma coligação que governou durante quatro anos, que decidiu concorrer às eleições com um programa político conjunto, segundo as brilhantes cabeças socialistas “desfaz-se no dia 5 de Outubro.” Mas outra coligação – PS/BE – que nunca existiu, nunca governou, em que os dois partidos fizeram campanha um contra o outro e nem sequer se entendem sobre uma questão fundamental como a participação no Euro, goza de toda a legitimidade política para formar governo. Será que o PS ainda não percebeu que esta falta de respeito pelos portugueses explica a falta de confiança do eleitorado nos socialistas? Será que os socialistas pensam que os portugueses são estúpidos? Se não pensam, parece. O que, de resto, é muito estúpido.»

O Presidente e as coligações, João Marques de Almeida no Observador

Sem comentários: