Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

16/10/2015

Dúvidas (126) – Porque será que não fiquei outra vez surpreendido?

(Uma espécie de continuação deste post)

Entrevista do SOL a António Costa
«Estamos perante um país em estado de choque, uma grande parte em grande pânico pela interpretação que está a ser dada aos resultados eleitorais, que é uma interpretação abusiva e que corresponde a um verdadeiro golpe de Estado. (...) É inadmissível que isso seja feito através de uma fraude aos eleitores. Se António Costa tinha na sua mente que ia aliar-se ao PCP e ao BE, só teria legitimidade para fazer esta negociação se tivesse dito isso em campanha eleitoral

Manuela Ferreira Leite, quinta-feira à noite, na TVI24 (Fonte).

As piruetas e ziguezagues fazem parte do acquis dos ressabiados do regime.

Sem comentários: