Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

07/10/2015

ACREDITE SE QUISER: A exposição corporal não dá expressão eleitoral

«Joana Amaral Dias teve menos votos do que leitores da “Cristina” 

A líder da coligação Agir/PTP/MAS Joana Amaral Dias apresentou-se nestas eleições com o objetivo claro de chegar à Assembleia da República. Decidiu eleger como grandes bandeiras o combate à corrupção e à “ditadura” alemã, mas acabou por ser notícia depois de ter posado sem roupa não uma, mas duas vezes, (... apesar disso) conseguiu apenas 20.690 votos, bem abaixo do valor de circulação da revista Cristina.»

(Observador)

2 comentários:

Anónimo disse...

Á Cicciolina deu!
Mas era profissional, a Joana tem de se profissionalizar!

Anónimo disse...

Vexas sêdes uns pândegos. A comparação com a revisteca é muito boa!
Abraço