Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

29/04/2015

Dúvidas (91) – O PS já é governo?

Foi o que pensei quando li a carta de Marco António Costa, aquele grande estratego vice-presidente do PSD, ao secretário-geral do PS a sugerir-lhe que submeta «o cenário macroeconómico que acompanha o relatório “Uma Década para Portugal” desde logo à UTAO mas também eventualmente ao Conselho de Finanças Públicas» e, sem mais delongas, lhe apresenta duas dúzias de perguntas.

Pensei também que, sem eu dar por isso, o PS já era governo e o Dr. Costa o nosso primeiro-ministro, sendo o outro Dr. Costa líder da oposição e “Uma Década para Portugal”, que eu pensei serem elucubrações encomendadas pelo Dr. Costa a uma dúzia de economistas, seria afinal o programa do governo socialista.

Foi por isso, surpreendentemente e pela primeira vez, salvo erro, que me encontrei de acordo com os Drs. Galamba e Brilhante Dias ao concluírem «para o PSD o PS já é Governo e este documento já é o Orçamento do Estado» e «é o PSD já portar-se como partido da oposição», respectivamente.

Dei comigo a murmurar para os meus botões que a iniciativa do outro Dr. Costa deve ter sido a concretização dos sonhos mais húmidos (para usar um lugar comum bastante idiota mas na circunstância muito apropriado) da direcção do PS em geral e do Dr. Galamba em particular.

1 comentário:

Antonio Cristovao disse...

A politica mais subtil estilo anglosaxonico:
estão ambos de acordo em que se foquem as atenções nas DUAS alternativas