Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

08/04/2013

Mitos (106) – O mau tempo é bom para o país porque faz muito vento, chove muito e temos electricidade barata

Foi muito celebrado por ambientalistas variados e pelos adeptos do Eng. Sócrates a produção de electricidade na última semana de Março ter sido quase totalmente à custa da energia eólica e hídrica.

Infelizmente, os factos são bastante diferentes do pensamento eco-mágico porque essa predominância das energias renováveis o que fez foi aumentar o volume de subsídios. De facto, em cada euro de facturação da EDP cerca de 42 cêntimos destinam-se a subsidiar a produção de energias renováveis mas também, por incrível que pareça, as centrais a carvão, gás natural e fuel, sem as quais não seria possível assegurar a continuidade da produção devido à variabilidade das energias renováveis. É o resultado da política energética do socratismo.

Sem comentários: