Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

30/12/2012

Mitos (96) – O TARP foi a socialização dos prejuízos (3)

(1) e (2)

Segundo a versão da esquerda europeia, o TARP (Troubled Asset Relief Program) foi montado pela administração Bush para salvar a bolsa dos capitalistas da economia de casino. Um dos beneficiários do TARP foi a General Motors, ao tempo o maior construtor mundial de automóveis.

A General Motors, actualmente o segundo maior construtor de automóveis, depois da Toyota, recomprou a semana passada USD 5,5 mil milhões das suas acções detidas pelo governo americano que de 26,5% passará a deter 19%. As acções foram compradas 7,9% acima da sua cotação na véspera do acordo.

Resgatada com 49,5 mil milhões de dólares dos contribuintes americanos, a General Motors já restituiu USD 28,6 mil milhões. Do total de USD 79,1 mil milhões do bailout da indústria automóvel já foram recuperados 45,6 mil milhões.

Sem comentários: