Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

26/09/2012

O jornalismo de causas doméstico é mais estúpido e preguiçoso do que a média e não tem sentido de humor

Mitt Romney, durante uma sessão de recolha de fundos, a propósito de um incidente com um avião em que viajava a mulher, disse uma piada sobre as janelas dos aviões que não se podiam abrir para arejar. Toda a gente presente percebeu que era uma piada e se riu. A própria imprensa americana hostil ao candidato republicano também percebeu e não ligou ao assunto.

A nossa imprensa babou-se com a oportunidade de mostrar a suposta ignorância e estupidez de Romney, que por acaso tem jacto privado, é Juris Doctor e MBA por Harvard, homem de negócio com imenso sucesso, com um currículo político que inclui governador do Estado de Massachusetts e CEO dos jogos olímpicos de inverno de 2002 que salvou de um fracasso quase certo.

Só para citar um caso paradigmático, o esquerda.net em papel Público, deu-se ao trabalho de falar com uma professora de Física do IST para explicar porque não se podem abrir as janelas dos aviões e publicar um vídeo com um episódio da série The Twilight Zone. Foram precisas 8 horas para perceber a piada e publicar uma rectificação (não assinada, note-se).

Sem comentários: