Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

30/05/2012

SERVIÇO PÚBLICO: Se não tendes nada para dizer, ficai calados

Comprovando que a escolha de Jean-Marc Ayrault foi uma escolha inteligente (enfim, pelo menos comparando-a com a escolha de Martine Aubry, a mãe da semana de 35 horas), o primeiro-ministro de Hollande disse há dias a coisa mais sábia que terá sido dita em França nos últimos anos ou décadas, sei lá:
«Mais il s’agit de parler quand on a quelque chose à dire et non pas de se lancer dans une quête frénétique des médias
Seria uma bênção se os nossos governantes, a começar pelo professor Cavaco Silva adoptassem esse sábio conselho.

Sem comentários: