Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

25/05/2012

CAMINHO PARA A INSOLVÊNCIA: Por onde anda a nossa dívida pública?

Por vários sítios. Entre eles, por centenas de km de autoestradas com tanto trânsito que as cegonhas as consideram um sítio sossegado para constituir família. São ninhos isentos de renda, que é paga pelos contribuintes presentes, futuros e nascituros a várias construtoras do regime, com destaque para a presidida pelo estradista doutor Coelho.

1 comentário:

Anónimo disse...

Neste caso concreto, trata-se de uma autoestrada com muito transito (acesso da A1 a Aveiro, saída Norte). De facto é curiosa a quantidade de ninhos em vários pórticos, apesar do transito, que aqui é intenso, e do cheiro de Cacia...

A.Ribeiro