Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

06/05/2012

E para que servem os milhares de ventoinhas semeadas por todo o país?

Como explicar que o investimento pantagruélico em energias renováveis, nomeadamente parques eólicos e foto-voltaicos, com procura garantida e preço por kW para amigos, não evitou o aumento da importação em 2011 de 227 milhões de euros em electricidade e de 300 milhões de euros em carvão (para a produção de electricidade)?

Para um princípio de resposta ler o artigo de Mira Amaral aqui transcrito.

Sem comentários: