Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

23/05/2012

¿Por qué no te callas? (9) – Estará mesmo «farto de saber»?

«Na véspera do início da importantíssima 4.ª avaliação do programa de ajustamento, Cavaco disse esperar que a Troika venha imbuída do espírito da última reunião do G-8 (onde se falou de políticas de crescimento).

É de ficar estupefacto. O Presidente está farto de saber, até pela sua formação, que Portugal não tem margem para promover o crescimento pela procura interna. E que o nosso crescimento só pode vir da procura externa. Não apenas pelo facto de não termos espaço orçamental (a UE até diz que vamos falhar o objectivo do défice para 2012...). É porque o crescimento induzido por via orçamental só tem um resultado: o agravamento do défice comercial, o maior problema da economia portuguesa.»

«Cavaco merece um raspanete da Troika», Camilo Lourenço no Negócios online

Sem comentários: