Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

11/06/2018

DIÁRIO DE BORDO: Senhor, concedei-nos a graça de não termos outros cinco anos de TV Marcelo (56)

Outras preces

Marcelo em Boston durante a sessão comemorativa do 10 de Junho.


Portugal não é maior em nada, com a possível excepção da bazófia presidencial.

3 comentários:

Ricardo disse...

Realmente,se a medida para se ser um grande país fosse a bazófia(e o pseudo-iluminismo)e o consequente "circo populista"(que vai,em geral, bem com um povo como o tuga)estavamos no topo do mundo-

Anónimo disse...

As artérias temporais superficias visíveis e tortuosas, dão o diagnóstico: Senilidade.

Anónimo disse...

Já era evidente nos tempos das sessões na tv. Há séculos.