Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

14/07/2015

CAMINHO PARA A INSOLVÊNCIA: A próxima vez que vos vierem com a lengalenga do neoliberalismo…

Expresso
… das agências de rating, dos alemães and all that jazz mostrem-lhes o gráficuzinho à direita e perguntem-lhes se já perceberam que ainda faltam uns 7 por cento para se chegar àquela coisa que no passado se chamava «convergência». E, se não for pedir demasiado, perguntem-lhes também se perceberam que, a médio prazo, as taxinhas do gráfico à esquerda só podem subir. Aproveitem para lembrar que não há crescimento sem investimento e que não há investimento sem poupança ou… sem endividamento e quanto a este os nossos credores já deram para esse peditório o suficiente, portanto…

Sem comentários: