Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

06/04/2014

Dúvidas (37) - Onde andavam os peticionários?

Onde andavam os bispos Januários que gritam agora «chega de fabricar escravos. Não quero ser cúmplice de um banho de sangue»? Onde andavam os generais Ramalhos que agora se surpreendem com «a situação é para durar 20 anos»? Onde andavam os Cravinhos que inventaram as PPP e as SCUT e os restantes subscritores do manifesto com responsabilidades na fabricação da dívida?


Onde andavam eles todos durante os anos em que sucessivos governos com destaque para os de José Sócrates fabricaram a dívida que agora eles querem reestruturar (um eufemismo na cabeça deles para não pagar)? Onde andavam estes arrependidos?

1 comentário:

Anónimo disse...

Coitadinhos, tenho tanta pena dos escravos dos funcionários p+ublicos que continuam a ganhar mais do que o privado e a fazer menos.

tina