Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

16/01/2014

BREIQUINGUE NIUZ: François Hollande poderá vir a tomar (mais) medidas de carácter «imoral e indigno»

[Uma espécie de continuação de outras indignidades]

Se o patronato francês aplaude o «pacto de responsabilidade» de François Hollande para a «redução de encargos das empresas de 35 mil milhões até 2017, contra a promessa de criação de empregos e de abertura à concertação social», o que dirá António José Seguro desta viragem «liberal» de «son ami Hollande»?

Sem comentários: