Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

08/01/2014

ACREDITE SE QUISER: O relógio de Portas (2) está avariado

Há 3 semanas Paulo Portas instalou na sede do CDS um relógio com a contagem decrescente do tempo para o final do programa de ajustamento da troika.

A coisa já era, em si mesma, bastante ridícula. Sobretudo para uma criatura que chega sempre atrasada a qualquer evento, incluindo aqueles em que representa o país e, pior do que isso, fabricou a cena da demissão irrevogável, arriscando um segundo resgate e um atraso de anos.

Contudo, em matéria de ridículo e noutras matérias mais sérias, o Dr. Paulo Portas costuma exceder-se a si próprio e esta vez não foi excepção. O célebre relógio está um mês atrasado e «deixa os credores em Portugal mais um mês do que o previsto».

Sem comentários: