Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

23/12/2016

Dúvidas (179) - Se o óbvio é ululante, para quê dizê-lo?

O que terá levado um presidente da República a fazer um anúncio urbi et orbi na TV, sem precedentes, da promulgação de um Orçamento de Estado acrescentando que tal «não significa que concorde com tudo politicamente e juridicamente»?

Suspeito que apenas para preparar uma manobra, em que é exímio, de tirar o cavalinho da chuva lá mais para a frente, quando a coisa borregar.

Portas disse uma vez de Marcelo que Deus lhe deu a inteligência e o Diabo a maldade. Um dia virá em que Costa poderá acordar com uma faca espetada nas costas.

Sem comentários: