Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

27/12/2016

DIÁRIO DE BORDO: Senhor, concedei-nos a graça de não termos outros cinco anos de TV Marcelo (25)

Outras preces.

Deve haver uma razão para explicar que um presidente da República manifeste o seu pesar no site oficial no próprio dia da morte do cantor pop George Michael, deixe em silêncio a morte nesse mesmo dia de Silva Marques, antigo dirigente e líder da bancada parlamentar do partido de que Marcelo foi presidente e só depois de criticado nos mídia por esse facto emendou a mão.

Esta obsessão compulsiva de ser popular deveria preocupar os portugueses. Segundo os inquéritos à opinião pública, a 60% deles não só não os preocupa como parece que a apreciam. A mim parece-me um índice do elevado grau de infantilização a que chegou a opinião pública. Só pode acabar mal.

Sem comentários: