Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

15/11/2010

NÓS VISTOS POR ELES: Usar o sol para corar as políticas

Falando de energias renováveis, Olivier Drücke, presidente da Federação Europeia da Indústria Solar Térmica, diz que «Portugal não está a fazer mais do que outros países, usando o calor das renováveis para lavar as suas políticas … é um país cheio de sol, mas não tem uma estratégia sistemática de como entrar na era solar».

Não bastam as multidões de comentadores e de blogueiros queirosianos, também estes estrangeiros nos apontam o dedo, em vez de darem brilho ao ego lusitano e assim melhorar a nossa auto-estima.

[Corar a roupa foi uma operação corrente no tempo em que se lavava a roupa suja nos ribeiros, sem usar lixívia, e consistia em branqueá-la ao sol depois de devidamente esfregada com sabão azul e batida nas pedras.
Como todos sabemos, na raiz do processo de subdesenvolvimento em curso (PSEC) está o défice de auto-estima.]  

Sem comentários: