Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

05/01/2015

Dúvida (70) - Pois se até o clérigo islâmico presidente do Irão já percebeu…

«Hassan Rohani, Iran’s president, said his country could not prosper in economic isolation. Sanctions imposed over Iran’s nuclear programme are hurting; international talks resume on January 15th. Mr Rohani also called for less state interference in the economy, and floated the idea of holding a referendum on “important matters”.» ( The Economist Espresso via e-mail for Monday January 5th)

… por que ainda haverá tanta gente entre nós sem perceber a impossibilidade de um país prosperar no isolamento económico e as consequências negativas da interferência do Estado na economia?

Sem comentários: