Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

10/01/2015

CASE STUDY: As previsões do marxismo-leninismo são comparáveis às profecias de Nostradamus (2)

Continuação de (1)

Se as teorias segregadas pelo marxismo-leninismo forem avaliadas pelo seu rigor preditivo, um critério em última instância que separa a ciência da superstição, as previsões do marxismo-leninismo seriam comparáveis às profecias de Nostradamus.

«Karl Marx said that the world would be divided into people who owned the means of production—the idle rich—and people who worked for them. In fact it is increasingly being divided between people who have money but no time and people who have time but no money. The on-demand economy provides a way for these two groups to trade with each other.»

Workers on tap, Economist

Sem comentários: