Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

15/06/2013

Nem todos os obamas de Obama fazem felizes os obamófilos: episódio (67) – Nixon foi impugnado por menos

O escândalo do programa Prism continua a alastrar. Sabe-se agora que a administração Obama não só obteve através da NSA dezenas de milhões de registos telefónicos da Verizon, como ainda teve acesso directo aos servidores do Twitter, Microsoft, Google e Facebook. Agora sim, estamos perante uma Stasi digital, realtime, online e global e, por tudo isso, muitíssimo mais perigosa do que a original.

Para dizer as coisas de uma forma curta e grossa, cito Mehdi Hasan, um blogger que escreve para o Huffington Post, até recentemente um fã de Santo Obama: «On Wiretaps and Drone Strikes, It's Time for Liberals to Accept That Obama Is Worse Than Bush» (note-se que os «liberals» aqui não são os nossos liberais, é a esquerda americana).

Se a intrusão na sede do Partido Democrata em Washington a mando do staff de Nixon, de que ele negou ter conhecimento, terminou com a sua impugnação no caso Watergate, que outra coisa pode acontecer a um presidente que ordenou a intrusão na vida privada de centenas de milhões de cidadãos americanos e estrangeiros?

1 comentário:

Vivendi disse...

Nada! Porque o mundo vive em uma decomposição intelectual.

Em breve o Obama vai aparecer com outro escândalo ou até alguma "boa ação" e o circo lá continuará alegremente até ao desastre final. O dia em que as pessoas derem conta que foram capturadas pelo poder central.