Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

21/10/2017

Um dia como os outros na vida do estado sucial (33) - A cada um a sua bolha

Como é sabido, o material de Tancos que, segundo o ministro, no limite poderia não ter sido furtado e que a  Polícia Judiciária Militar e a Guarda Nacional Republicana procuraram em vão durante três meses e meio, foi encontrado na Chamusca a partir de uma denúncia anónima.

Segundo o Expresso, o primeiro-ministro Costa, felicitou ontem «o trabalho desenvolvido pela Polícia Judiciária Militar (PJM) e pela Guarda Nacional Republicana (GNR)» que consistiu em ir ao local indicado pelo denunciante anónimo recolher o material que no limite poderia até não ter sido furtado. O facto de não ter felicitado o denunciante anónimo confirma que Costa vive na Lisbolha.

Estudo de opinião da Eurosondagem nos dias 16 a 18 (Fonte Expresso)
O facto de, depois de dois incêndios devastadores que mataram 110 pessoas, ter ficado patente e reportado em três relatórios independentes o falhanço completo da Protecção Civil e do governo, 52% dos portugueses confiarem na Protecção Civil ou não saberem se hão-de ir ao WC ou dar corda ao relógio só é explicável por esses 52% dos portugueses viverem dentro das suas próprias bolhas.

Sem comentários: