Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

14/10/2017

CASE STUDY: Trumpologia (25) - Donaldo torna credível a grafologia

Mais trumpologia.

Conferência de imprensa onde Donaldo mostra a ordem executiva por ele ilustrada assinada que
elimina os subsídios previstos na Obamacare para as famílias pobres comprarem seguros de saúde

2 comentários:

Anónimo disse...

Desse "jornal" é notícia falsa pela certa.

Anónimo disse...

Draining the swamp

É o fim da mama dos "congressistas" que "assessoriam" as companhias de seguros ou que são mesmo accionistas delas.

Entretanto o abaixamento dos impostos, a desburocratização, a desregulamentação que em 6 meses mais que duplicou o "zenital" crescimento económico de Obama, juntamente com a nova possibilidade de segurados se associarem (também no domínio da grafologia) para obterem seguros em condições de concorrência e para além dos limites dos estados, permitem que pântano seja drenado e que as pessoas possam pagar o acesso aos serviços de saúde.

Para os que nada podem ganhar, nos EUA há dois serviços estatais de saúde, qualquer deles melhor que o nosso.

Entretanto, as mulheres que não querem o marxista programa de contracepção já o não têm que pagar às companhias de seguros.

Draining the swamp