Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

17/08/2017

Here comes the same lengalenga again


Depois da trovoada seca, do downburst, da seca, do aquecimento global retornaram à velha lengalenga. De onde podemos concluir que as mãos criminosas estão quase todas a norte do Tejo e a lenda do bom povo que aí habita esconde resmas de pirómanos.

Fonte ICNF
Se o leitor tiver a pachorra indispensável e interesse em ver a coisa a uma luz diferente das lengalengas mediáticas e das narrativas branqueadoras de responsabilidades, pode ler alguns da dúzia de posts que o (Im)pertinências dedicou em mais de 10 anos a este tema - por exemplo este.

1 comentário:

Anónimo disse...

Sim, as vossas análises são importantes porque são boas.
Para ser mais rápido — time is money — basta ir ao site indicado na imagem: Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas. Estão lá vários anos e a origem dos dados.

abraço