Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

30/08/2017

A maldição da tabuada (45) - O multiplicador dos alívios fiscais

Títulos do dnoticias.pt citando a agência do regime e do Observador  
Pedro Nuno Santos, aquele rapaz berloquista que entrou para o PS e é agora secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, o mesmo que in illo tempore (foi em Novembro de 2011, mas parece ter sido há décadas) se estava marimbando para os credores e faria tremer as pernas dos banqueiros alemães, esse mesmo, mostrou ser já um verdadeiro socialista, partilhando a fé no multiplicador que aplicou aos 1,6 milhões para transformar em 3,6 milhões e ao mesmo tempo evidenciando as dificuldades comuns da esquerdalhada com a aritmética elementar.

Sem comentários: