Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

14/04/2011

Um país de rabo entre as pernas

Ou pelo menos os líderes políticos deste país enfiaram definitivamente o rabo entre as pernas. Se bem percebo o que se passou, quer o governo quer o presidente da República foram mandados calar pelo comissário Olli Rehn. Um por não querer negociar com a oposição e outro por estar a pedir «imaginação às instituições europeias» para mandar a grana sem condições.

Isto é apenas o começo das humilhações. E não nos queixemos. Pusemo-nos a jeito e neste momento nenhum país nos respeita. Somos vistos como irresponsáveis e aldrabões inconfiáveis, que falam, falam, não resolvem nada e esperam ajudas e subsídios. É merecido? Podem tentar desculpar-nos com os políticos, mas quem escolheu os políticos que nos representam?

Com a nossa proverbial falta de virilina que nos leva a falar grosso para dentro e a ser atentos, veneradores e gratos para o exterior, não se admirem da Óropa nos vir a tornar num paradigma de país relapso e falhado e nos puna para servir de exemplo e de vacina.

Sem comentários: