Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

02/04/2011

CASE STUDY: quem é o deus ex machina da Ongoing? (12)

[Continuação de (1), (2), (3), (4), (5), (6), (7), (8), (9), (10) e (11)]

Já se sabe quem é a Ongoing, o seu deus ex machina (os Espíritos) e, pela boca de Armando Vara, o que podemos esperar dos seus timoneiros (Nuno Vasconcelos e Rafael Mora). Também se sabe que, durante muitas semanas, o Expresso teve várias páginas de publicidade paga, que ninguém leu, a mostrar a «verdura» dos Espíritos - uma boa ajuda para as degradadas finanças da Imprensa.

E ficou-se a saber que o conúbio dos Espíritos com o polvo socialista através dos corpos da Ongoing continua, desta vez via José António Pinto Ribeiro (ex-ministro da Cóltura do 1.º governo Sócrates) e Diogo Pereira Duarte (um sócio de Pinto Ribeiro na sociedade de advogados), dupla de onde sairá um administrador da Imprensa em representação de Nuno Vasconcelos o elo de ligação entre o deus BES e a machina Ongoing.

Sem comentários: