Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

03/04/2011

O rugido do tigre vs o miado do gato

No passado sábado o Expresso publicou mais um número da série Portugal vs outro país. Depois da Bélgica, da República Checa e do Chile, foi a vez da Irlanda. A Irlanda com menos de metade da população tem um PIB quase igual ao português, uma carga fiscal das empresas metade da portuguesa, está 17 lugares acima de Portugal no ranking da competitividade, tem um excedente de 15% do PIB na balança comercial, contra um défice português de 8%, tem uma desigualdade menor do que a de Portugal, sem esquecer que em 20 anos partiu de um PIB per capita quase igual ao português para ter actualmente o dobro. O seu sistema bancário está de rastos enquanto o nosso lá vai rastejando muito à custa do negócio de emprestar ao Estado a taxas de 4 a 6% e pedir emprestado ao BCE a 1%.

Face a este versus o que concluem os pastorinhos da economia dos amanhãs que cantam do Expresso? «O tigre já não ruge» e nada dizem sobre os miados do tareco lusitano. E o que pensa disso o grande pensador do regime Freitas do Amaral? «A Irlanda, hoje, não é exemplo para ninguém». Para ninguém? Para Portugal ainda pode ser um exemplo?

Sem comentários: