Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

26/02/2011

Vou esperar mais algum tempo antes de me declarar admirador de António Mexia (3)

[Continuação de (1) e (2)]

Questionado sobre as razões da queda de 30% dos lucros da EDP Renováveis, o inefável Mexia explica com um ar bastante enfastiado: «a única coisa que traduz é obviamente é a evolução dos preços da energia a nível mundial, como sabem … tiveram uma descida muito significativa nos últimos anos … isto a única coisa que isto traduz é as condições exigentes do mercado». Imagine-se se a EDP renováveis não fosse uma empresa quase-monopolista e tivesse que competir sem subsídios, enfim numa coisa parecida com um mercado…

Sem comentários: