Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

10/02/2011

Lost in translation (91) – demonstrando que temos que pagar mais para nos emprestarem, queria ele dizer

Na operação sindicada de 2.ª feira o governo colocou 3,5 mil milhões em OT a 5 anos na foi, segundo o manipulado fabricado pela agitprop do ministério das Finanças, uma «operação realizada em condições adequadas face à situação do mercado, demonstrando claramente que Portugal mantém o acesso ao mercado internacional de financiamento e que atrai bons níveis de procura para as operações de colocação de dívida».

A colocação foi feita a uma taxa de 6,4%, mais alta do que no mercado secundário. Nestas condições porquê o governo se felicita pela procura ter sido 6 mil milhões?

Sem comentários: