Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

03/02/2011

DEIXAR DE DAR GRAXA PARA MUDAR DE VIDA: As notícias sobre o surto inovativo são um pouco exageradas (2)

Por muito que o governo e o jornalismo de causas se emplumem com os progressos na inovação, o (Im)pertinências não se deixa comover. Quem também não se deixa ir na conversa são os gestores inquiridos pela AESE, num trabalho realizado em colaboração com a Accenture, que deixaram bem claro que a competitividade das empresas portuguesas piorou em 2010. Por muito progresso que tenha havido (só houve algum) na inovação, só 14% consideram que a competitividade melhorou. Enfim, quem sabe se a inovação medida pela eurocracia afinal não melhora a competitividade – não me admiraria que tantos novos doutores se atrapalhem uns aos outros.

Sem comentários: