Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

28/02/2019

Porque não fiquei surpreendido, ainda outra vez? (6)

Alguém acredita que Kim alienará a sua nomenclatura político-militar subtraindo-lhe o armamento nuclear? Perguntei-me aqui, aquiaquiaqui e aqui:

Trump-Kim Summit Updates: ‘Sometimes You Have to Walk,’ Trump Says as Talks Collaps

Trump acreditou nas balelas de Kim, dirão os seus detractores. Não importa se acreditou, porque Trump concentra-se nos meios e não nos fins. Os meios são para ele os fins e resumem-se em manter a sua clientela eleitoral - os deplorables de Hillary Clinton - mobilizada contra o que Hillary Clinton representa, ou o que os deplorables acham que ela representa.

1 comentário:

Anónimo disse...

Desculpe, mas já parece surpreendente que o cretino tenha deixado de disparar mísseis em todas as direcções e de fazer testes (pelo menos aparentemente) nucleares.