Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

06/02/2019

Porque não fiquei surpreendido, ainda outra vez? (5)

Alguém acredita que Kim alienará a sua nomenclatura político-militar subtraindo-lhe o armamento nuclear? Perguntei-me aqui, aqui e aqui. A resposta de Kim chegou mais uma vez:

North Korea trying to keep its nuclear missiles safe from US strikes, says UN report 

Measures said to include using civilian facilities to make and test missiles

Trump acreditou nas balelas de Kim, dirão os seus detractores. Não importa se acreditou, porque Trump concentra-se nos meios e não nos fins. Os meios são para ele os fins e resumem-se em manter a sua clientela eleitoral - os deplorables de Hillary Clinton - mobilizada contra o que Hillary Clinton representa, ou o que os deplorables acham que ela representa.

1 comentário:

Unknown disse...

E a China ali tão perto...