Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

28/12/2017

Bons exemplos (122) - Bons, no género mau

Registemos que o único partido (*) que se manifestou contra a ignomínia (mais pela forma do que pelo conteúdo, reconheça-se) da «nova lei (que) ajuda a resolver problemas como os processos de vários milhões de euros do PS ou a questão da angariação de donativos do PCP na Festa do Avante!» (Público) foi o CDS e a sua charmosa líder que votou contra e apela ao presidente dos Afectos para vetar a lei.

Vamos ver o que vai fazer o dos Afectos, depois de 345 telefonemas para tirar a temperatura dos opinion dealers antes de decidir e dos 23 telefonemas que vai depois fazer para as redacções para as antenas explicarem aos leitores.

(*) O único partido que trata de pessoas. O PAN também votou contra, porém é um partido que trata de animais e, já agora, deveria estar representado na Assembleia dos Ratos, como muito bem pensou Esopo.

Sem comentários: