Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

22/01/2017

Mitos (246) - Transferência dos recursos públicos

Expresso Diário
A peça acima já tem uns dias e é comparável a tantas outras que quase todos os dias lemos em jornais contaminados por um persistente enlevo ao Estado. Não sei porque comento esta e não alguma das milésimas que já me passaram pelos olhos. Talvez me tenha apanhado num mau momento.

O Estado pagou? Poderia ser à borla? Com que dinheiro pagou o Estado? Transferência de recursos públicos? Quais recursos públicos? O dinheiro dos contribuintes privados? Se não esse, só se for o dinheiro emprestado pelo contribuintes europeus.

Pode ser ignorância, só por si, mas o mais provável é a coexistência pacífica na mente do jornalista de ignorância com jornalismo de causas.

Para não gastar mais latim e não repetir o que já escreveu sobre o assunto José Manuel Fernandes, remeto o jornalista de causas que escreveu a peça para os seguintes dois artigos:

Sem comentários: