Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

07/01/2017

DIÁRIO DE BORDO: Senhor, concedei-nos a graça de não termos outros cinco anos de TV Marcelo (26)

Outras preces.

«Marcelo felicitou Cuba "em nome do povo português" pelo 58.º aniversário da revolução

Mensagem não foi revelada no site da Presidência da República.» (Público)

Não ter a menor ideia do que foi a revolução que colocou no poder a ditadura comunista da família Castro é grave. Felicitar à socapa «em nome do povo português» a oligarquia castrista é um abuso inadmissível.

No próximo Outubro (pelo calendário juliano) ou Novembro (pelo calendário gregoriano), no centenário da insurreição bolchevique de 1917 vai Marcelo felicitar com um beijo na boca Guennadi Andreievitch Ziuganov, presidente do Partido Comunista da Federação Russa, o sucessor do partido Bolchevique?

Sem comentários: