Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

10/05/2013

Lost in translation (175) – Quem não tem cão, caça com gato

A propósito do ex-patrão de Passos Coelho ter dito ontem numa entrevista à Antena 1 que «falta consistência política» a Passos Coelho, no que parece ter razão, vários jornais recordaram algo mais importante dito por Ângelo Correia há 6 meses e que nós aqui no (Im)pertinências também vimos dizendo há mais tempo por outras palavras:

«O Governo está fragilizado, quer o PSD quer o CDS, por uma razão que é básica. É que todo o discurso do PSD e do CDS antes das eleições é outro completamente diferente do feito depois das eleições. Em política, o que está em causa nesta mudança de discurso dos líderes de um e outro partido é falta de estudo e preparação suficiente para serem líderes nacionais

Nessa altura, Ângelo Correia concluiu: «este não é um mau Governo, é o Governo possível». Subscreveria essa avaliação com uma (aparentemente) ligeira alteração: «este não é um bom Governo, é o Governo menos mau possível».

Sem comentários: