Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

26/05/2013

De boas intenções está o inferno cheio (14) - O mais curto período de graça desde dona Maria II

Poiares Maduro ainda leva pouco mais do que um mês no governo e entrou já decididamente no período de desgraça, depois da primeira reunião da Concertação Social em que «saiu a meio do encontro e criticou os parceiros sociais por falta de preparação. Patrões e sindicatos não gostaram e estão a preparar uma resposta em conjunto.» (Expresso)

Muito provavelmente, Poiares Maduro tem toda a razão ao criticar a falta de preparação daquele pessoal que enxameia a Concertação Social. Estarão preparados mas para outras coisas e certamente não estão interessados em concertar-se. O próprio Poiares Maduro também estará preparadíssimo noutros domínios mas não para lidar com aquela gente e infelizmente as competências não se transferem de uns domínios para outros.

É mais um exemplo de os políticos amadores não substituírem os bons políticos profissionais. Quanto muito substituem os maus políticos profissionais. Aguardemos para ver se Poiares Maduro terá tempo e talento para fazer o seu caminho e se tornar um político capaz ou se envereda pelo caminho do Álvaro do ministério da Economia e começa a aviar anúncios de medidas raramente concretizadas, desbarata o reduzido crédito de que dispõe e, na ânsia de ser aceite por empresários manhosos e pelas suas corporações de pedintes, fica mais papista do que o papa.

Sem comentários: