Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

29/04/2012

A defesa dos centros de decisão nacional (8) – soberania e dívida não rimam

[Continuação de (1), (2), (3), (4), (5), (6) e (7)]

«A comissão executiva da REN, liderada por Rui Cartaxo, atribuiu, na passada quinta-feira, este pelouro a Shan Shewu, ex-quadro da State Grid que passou a integrar o ‘staff' da REN. A decisão, segundo o Diário Económico apurou, está a gerar mal-estar dentro e fora da empresa pela sensibilidade da matéria, relacionada com a soberania do planeamento energético

Primeiro estranha-se, depois entranha-se. O mais difícil foi alienar a soberania política ao eixo Paris-Bruxelas-Berlim. Temos estado a trabalhar para isso há décadas, mas sem o grande impulso socrático não chegaríamos lá tão cedo.

Já que chegámos onde chegámos, porque não alienar a soberania do planeamento energético a Pequim?

Sem comentários: