Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

27/04/2012

SERVIÇO PÚBLICO: A justiça em Portugal não é cega, mas é coxa (5) [e surda]

[Sequela de (1)(2), (3) e (4)]

Num país onde a justiça funcionasse e a sua máquina não estivesse infiltrada pelas redes maçónicas e partidárias, o que se passou ontem no tribunal do Barreiro obrigaria a reabrir a investigação e constituir como arguido o ausente em Paris.

Nicholhas Lamb, antigo director da Benoy Architects, ouvido em videoconferência, fez declarações altamente comprometedoras para José Sócrates, então ministro do Ambiente, entre as quais esta pérola:
«O que o ministro disse foi que o problema não era a Benoy, mas a equipa de arquitetos. Eram os arquitetos errados e apoiavam o partido errado».

Sem comentários: