Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

18/05/2005

BREIQUINGUE NIUZ: a inimputabilidade dos jornalistas

15 pessoas foram mortas no Afeganistão e em diversos outros países islâmicos em manifestações contra a alegada profanação do Corão na base de Guantanamo noticiada pela Newsweek e posteriormente desmentida.

«We regret that we got any part of our story wrong, and extend our sympathies to victims of the violence and to the U.S. soldiers caught in its midst» desculpou-se a Newsweek no seu número publicado no domingo passado (notícia da CNN aqui).

A autoria moral das mortes é dos jornalistas da Newsweek. Serão eles inimputáveis como os interditos por anomalia psíquica?

Sem comentários: