Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

07/05/2009

Nem todos os obamas de Obama fazem felizes os obamófilos: episódio (28) uma mão não sabe o que a outra faz

A mão que recebe

«Para evitar uma regulação mais forte do sector, as 25 maiores instituições de crédito de alto risco gastaram 277 milhões de euros com os políticos.

Entre os maiores receptores de apoios das instituições financeiras entre 1994 e 2008 estiveram o Democratic Senatorial Committee (que elege democratas para o Senado), o Democratic National Committe (que governa o Partido dos Democratas), o Republican National Committee (que governa o Partido dos Republicanos), o Democratic Congressional Campaign Committee (que elege democratas para o Congresso) e a candidatura de Barack Obama a senador do Illinois
».

[Ler mais aqui]

A mão que retribui

«President Barack Obama fired the opening salvo in a sweeping effort to overhaul supervision of the shaky U.S. financial system, calling Wednesday for legislation that will likely bring greater government scrutiny of Wall Street.»

[Ler mais aqui]

Sem comentários: